FINAL DO ESTADUAL DE MOTOCROSS EM SORRISO, SUCESSO TOTAL.
Os pilotos de Nova Ubiratã, Cleiton Borges e Nielly Rafayara Brun, foram os grandes destaques durante a Etapa Final do Campeonato Estadual de Motocross, realizada neste domingo (15) em Sorriso.

O evento promovido e organizado pelo Moto Clube de Sorriso, através de seu Presidente, Pedro Antônio Campos (Pedrão) e toda sua Diretoria e supervisionado pela Federação de Motociclismo do Estado de Mato Grosso (FMMT), reuniu um público de aproximadamente 2 mil pessoas que juntas assistiram a etapa mais disputada da competição.

Ao todo mais de 100 pilotos se enfrentaram em 08 eletrizantes categorias. Os primeiros a entrarem na pista foram os jovens competidores da categoria MX Novatos, que contou com a participação de seis pilotos ubiratanenses. Destaque para os pilotos André Luiz Sócio que largou bem e assumiu a ponta da prova onde se manteve até a final. Já Bryan Rhuan Damian não teve a mesma sorte e após se enroscar na primeira curva acabou caindo perdendo importantes posições.

Com manobras agressivas e extremamente técnicas, o piloto de apenas 14 anos surpreendeu, e em poucos minutos assumiu o terceiro lugar da corrida passando a pressionar o segundo colocado, Jonas Neto Teixeira, porém apesar do esforço a jovem promessa do Motocross estadual terminou em terceiro lugar na prova e na vice-liderança do campeonato.

A categoria MX Mirim também foi cercada por fortes emoções, apesar de correr apenas para cumprir tabela Marcos Alexandre (Ratinho), campeão por antecipação, não deu mole para os adversários e logo no começo da prova mostrou porque venceu as três etapas anteriores. Após assumir a ponta o piloto de Sinop abriu uma grande vantagem do segundo colocado, Mateus Cordeiro, e cruzou com facilidade a linha de chegada conquistando a vitória e o título estadual da categoria.

Em seguida foi a vez da categoria caçulinha do campeonato, a MX Feminina, onde disputavam o título Andressa Sandri de Itaúba e a representante de Nova Ubiratã Nielly Rafayara Pinheiro Brun, que minutos antes da prova teve problemas na parte elétrica da moto e quase disse adeus ao título. Mas para a sorte de Nielly e felicidade da torcida, sua equipe de apoio agiu rápido e conseguiu solucionar o problema segundos antes da largada. Apreensiva a piloto entrou na pista aos prantos e precisou ser consolada pelos pais que acompanharam todo o drama da filha, que logo na largada assumiu a ponta da corrida e após abrir uma larga vantagem da segunda colocada, Andressa Sandri, cruzou a linha de chegada na frente e conquistou o primeiro título de sua carreira.

Embalados pela vibração da torcida os pilotos da categoria MX Junior também deram um verdadeiro show a parte, na pista estava jovens e talentosos nomes como Jonas Neto Teixeira de Alta Floresta, e o já experiente Bryan Rhuam Damian, que novamente teve problemas na largada e precisou fazer uma prova de recuperação.

Apesar dos contratempos o piloto da cidade de União do Sul foi pra cima e após uma prova difícil terminou em segundo lugar, atrás apenas do campeão da bateria Jonas Neto Teixeira. Porém o título ficou com o quarto colocado da prova, Fabiano Maria, que devido a somatória de pontos foi o grande campeão estadual.

Por volta das 15h00 foi a vez dos pilotos da categoria MX Pró Nacional, uma das mais importantes do campeonato, entrarem na pista. Destaque para Anderson Chupel que largou bem e assumiu a ponta da prova, acompanhado por Bryan Rhuan em segundo.

Cleiton Borges não teve a mesma sorte e na primeira curva acabou se enroscando com o piloto Ratinho, caiu e em seguida retornou na 11ª colocação.

Embalado pela torcida o piloto ubiratanense mais uma vez surpreendeu, e após ultrapassagens incríveis aos nove minutos de prova já estava na quarta posição e travando uma “briga” com o piloto Edmar dos Santos, o Chicão, que não resistiu a pressão e acabou sendo ultrapassado aos 11 minutos da prova. Cleiton ainda partiu pra cima de Bryan Rhuan que mesmo com as investidas do experiente piloto conseguiu se manter na posição até o fim da prova. A terceira colocação favoreceu Borges, que na classificação geral ficou em primeiro lugar conquistando assim mais um importante título em sua vitoriosa carreira.

As disputas também foram acirradas na categoria MX 2 Importadas, depois de largar na ponta Vagner Cremon, o “Pebinha”, dominou a corrida sendo acompanhado de perto por Julian Poleto da cidade de Sorriso. Mas a grande surpresa da bateria foi o experiente Emerson Perondi, que após largar mal conseguiu fazer uma prova de recuperação e aos 11 minutos de prova aproveitou um descuido dos adversários para assumir a ponta onde se manteve até o final da corrida. Com a vitória o piloto também garantiu o título da categoria.

Na categoria MX 3 Importadas as atenções estavam voltadas para os dois pilotos de Sorriso, Peterson Antônio (Beto) e Nereu Campos Filho (Nikinho), que não conseguiu acompanhar o pelotão de elite e amargou uma das últimas posições.

Melhor para Beto que demonstrou toda sua técnica para se manter na segunda posição, seguindo de perto o líder da prova Jairo Bueno (Crentinho), que resistiu a forte pressão e se manteve na posição até o final da bateria. Com a segunda posição Beto somou pontos suficientes para conquistar o título da categoria.

A última bateria ficou por conta dos pilotos da MX 1 Importadas, considerada a elite do motocross nacional, e para o desespero da torcida a prova foi a mais disputada do dia.Logo na largada os pilotos protagonizaram o primeiro pega, e após um descuido dos adversários Cleiton Borges assumiu a ponta, seguido por Anderson Chupel em segundo, já o vice líder do Campeonato, Tiago Menzel, acabou se enroscando na largada e teve que se contentar com o sexto lugar. Quando se preparava para abrir uma boa vantagem Borges acabou sofrendo uma queda e viu Chupel assumir a liderança da prova, mesmo sendo bastante ágil Cleiton só consegue voltar para a corrida no sexto lugar, o que lhe tirava definitivamente da disputa do título.O piloto Vagner Cremon (Pebinha) também sofreu uma queda e retornou para a corrida mais lento, o que possibilitou a ultrapassagem de Borges que aos 12 minutos da corrida assumiu a terceira posição e passou a pressionar o segundo colocado Thiago Menzel, que após um descuido acabou perdendo a posição para o representante de Nova Ubiratã.Matematicamente o segundo lugar era suficiente para Borges conquistar o título, porém o piloto queria mais e de forma extremamente agressiva partiu pra cima do líder conseguindo diminuir a vantagem, e faltando apenas 02 minutos para o fim da prova Cleiton faz o que todos achavam impossível e ultrapassa Chupel que termina a corrida em segundo lugar.Além da vitória Cleiton conquistou seu segundo título do dia fechando o campeonato com chave de ouro.

Agradecimentos especiais a todos os patrocinadores que de uma forma ou de outra contribuíram para a realização deste evento
Notícia atualizada em 24/11/2015.
Fonte: .
Website Desenvolvido e Hospedado por: MRX Websites - Sinop/MT 66 3531-4645